quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Ataques ao roque - parte 1

O roque, e geralmente o roque pequeno, é um lance que se pratica em quase todas as partidas.
Dá ele segurança ao Rei, além de jogo à Torre.
Uma vez rocado, com a barreira de Peões intacta (f2-g2-h2 ou f7-g7-h7), tendo a Torre por companheira e possuindo um Cavalo em f3 ou f6, gozará o Rei, por muito tempo, de apreciável tranquilidade.
A movimentação irrefletida de uma dessas peças, verdadeiros baluartes da defesa do Rei, pode encorajar o adversário a um ataque direto sobre o Rei, terminando a partida em mate.
Ainda: a estrutura defensiva do roque pode ser abalada pela ação do inimigo, como primeira fase de um ataque ao Rei.
Eis um roque perfeito:
 
 
FEN : 5rk1/5ppp/5n2/8/8/8/8/8
Os Peões em suas casas originais, a Torre ao lado do Rei, protegendo o Peão f7 e o Cavalo em f6, protegendo o Peão h7.
O Rei está defendido contra uma invasão imediata das peças adversárias.
Qualquer alteração nesse arcabouço defensivo pode enfraquecer o roque e permitir ataques diretos do adversário atento.
Vejamos alguns tipos de roques débeis:
 
 
FEN : 5rk1/5pp1/5n2/8/8/8/8/8
Falta o Peão h7.
 
 
 
FEN : 5rk1/5p1p/5n2/8/8/8/8/8
Falta o Peão g7.
 
 
 
FEN : 5rk1/6pp/5n2/8/8/8/8/8
Falta o Peão f7.
 
 
 
FEN : 5rk1/5ppp/8/8/8/8/8/8
Falta o Cavalo.
 
 
 
FEN : 6k1/5ppp/5n2/8/8/8/8/8
Falta a Torre.
 
 
 
FEN : 5rk1/5p1p/5np1/8/8/8/8/8
Avanço do Peão g.
 
 
 
FEN : 5rk1/5pp1/5n1p/8/8/8/8/8
Avanço do Peão h.

O restante desta postagem poderá ser vista aquí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário