quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Obra Social Beatriz Pais, inova com xadrez nas actividades da Instituição.

A Obra Social Beatriz Pais Raul Saraiva (OSBP), tem desde Setembro, nas suas actividades de enriquecimento curricular o xadrez. Fomos ao encontro de Teresa Soares, Directora da instituição que nos contou como surgiu a iniciativa, "A ideia surgiu de conversas que há muito tempo vinha tendo com o Fernando Ribeiro, pai de dois utentes da Obra Social Beatriz Pais. Sabia do seu interesse pela modalidade e dos seus êxitos pessoais. Um dia fiz-lhe o desafio.." Porque não vir desenvolver a modalidade aos meninos do ATL ? Ficou a pensar no assunto e no desafio lançado, até que decorreu em Mangualde o torneio organizado pela Câmara Municipal e Federação, no qual participaram alguns utentes do Beatriz Pais por desafio do Fernando Ribeiro. Foi um êxito!" diz a Directora da OSBP
Este evento, como conta Teresa Soares, foi o pontapé de saída para insistir com Fernando Ribeiro sobre a possibilidade de trabalhar com as crianças. Fernando Ribeiro, ex-campeão nacional de xadrez não resistiu e assumiu este projecto inovador em Mangualde.

Com a colaboração do Município na cedência de tabuleiros, Fernando Ribeiro começou a dar as primeiras aulas. " Inscreveram-se 18 crianças, sucesso!" diz Teresa Soares, "todos os alunos estão muito motivados e estão a ter um sucesso."
Além da Educação Musical, Educação Física, Expressão Cultural (HipHop) e Inglês, esta, é mais uma actividade de Enriquecimento Curricular oferecida aos utentes da OSBP.
Fernando Ribeiro, o ex-campeão nacional de xadrez, já representou grandes clubes portugueses, bem como Portugal em torneios da modalidade. O ex-atleta, está radiante por ter a oportunidade de ensinar aos mais novos o desporto que o fez correr mundo, torneio após torneio, vencendo e levando no nome de Mangualde dentro e fora do País. "É uma oportunidade de poder ensinar os mais novos com uma modalidade não muito popular, mas que me fez correr mundo. Quem sabe não se revelam aqui grandes jogadores." Fernando Ribeiro está contente com esta iniciativa, " é de iniciativas destas que Mangualde pode marcar a diferença .Penso e tenho a certeza que o jogo de Xadrez vai ajudar e bastante no futuro estes jovens que este ano escolar têm a oportunidade de ter na (Beatriz Pais) o conhecimento do jogo de Xadrez. Hoje é uma realidade Nacional e a nível escolar é uma das modalidades mais praticadas com campeonatos Distritais e Nacionais Escolares". O ex-campeão nacional congratula também o Desporto Escolar por ter incluído o xadrez na actividade, visto que mexe com crianças e jovens de todo o País, permitindo assim projectar o desporto do "Rei e da Rainha"

Fernando Ribeiro,lembra que no 1º Torneio jovem de Mangualde tiveram presentes cerca de 110 jovens vindos de vários distritos e ligados ao desporto escolar," do distrito de Viseu só tivemos cerca de 10 jogadores a participarem,penso que com esta iniciativa no próximo ano teremos certamente muito mais e é provável que apareçam mais iniciativas do género nos concelhos do distrito,o grande problema é a mão de obra,pois pouca gente sabe jogar Xadrez,logo torna-se difícil ensinar o jogo" .
O Ex Campeão Nacional lembra ainda que "também os jovens terão a vantagem de jogar Campeonatos Federados e poderem representar Portugal nos campeonatos Europeus e Mundiais,logo dando oportunidade aos jovens de viajarem muito e no futuro um grande conhecimento a todos os níveis pois terão contactos com culturas Mundiais, tal como se passou comigo. Vivi experiências fantásticas um pouco por todo mundo e devo isso ao xadrez."

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Curiosidades sobre o xadrez

Caros amigos,
 
Hastings 1895 representou um marco na história dos super torneios de xadrez por três razões:

1. Todos os jogadores importantes da época participaram da disputa;

2. Ele se tornou anual e colocou Hastings na lista dos super torneios de xadrez mundiais;

3. Famosas partidas foram alí disputadas. Exemplos: Steinitz - Von Bardeleben que se tornou uma referência e Pillsbury - Gunsberg que decidiu o torneio, na última rodada, em favor de um jovem astro do xadrez.

O clube de xadrez local ofertou prêmios de £ 150, £ 115, £ 85, £ 60, £ 40, £ 30 e £ 20. Um prêmio de consolo de £ 1 foi oferecido para cada vitória obtida pelos jogadores não premiados. O torneio foi jogado entre os dias 5 de agosto e 4 de setembro de 1895. Os jogadores foram todos apresentados no Queen's Hotel, com exceção de Pillsbury. Ele explicou: "Eu quero ficar quieto. Quero vencer este torneio!" Os mestres jogaram no Brassey Institute. Os lances jogados nas partidas foram considerados como propriedade do torneio, mas o jogador reserva Van Lennep quebrou essa regra com sua memória fotográfica. Ele escreveu um longo artigo em holandês.

Lasker havia derrotado Steinitz em jogo válido pelo título mundial no ano anterior. Ambos os jogadores participaram deste torneio. Os seus principais rivais, entre os quais Chigorin e Tarrasch, também estavam presentes. Von Bardeleben, BLACKBURNE, Burn, Gunsberg e Schiffers eram todos jogadores já com muita experiência. Bird não tinha participado do torneio de Londres em 1851. Jovens e importantes talentos se destacaram, como Pillsbury e Schlechter. Completaram a lista: Albin, Janowski, Marco, Mason, Mieses, Pollock Teichmann, Tinsley, Vergani e Walbrodt.

Os principais prêmios foram para Pillsbury 16 ½ / 21, Chigorin 16, Lasker 15 ½, Tarrasch 14, Steinitz e Schiffers 12, Von Bardeleben Teichmann e 11 ½. Maróczy ganhou o torneio de amadores. Lady Edith Thomas, que venceu o torneio feminino.
 

 

 Harry Pillsbury

 

Brassey Institute in Hastings

 

Mais curiosidades sobre o xadrez?

http://br.groups.yahoo.com/group/ilustracoesdexadrez

http://xadrezdomeujeito.blogspot.com

sábado, 16 de outubro de 2010

Livros para crianças


 

Caros colegas,
 
Livros para crianças:
 
Disney Chess Guide  -  Karpov (Hardback)
 
Disney Chess Guide - Karpov (Hardback) 

Disney Chess Guide - Karpov

120 pages, Hardback

Checkmate!  -  Kasparov (Hardback)

Checkmate! - Kasparov (Hardback) 

Checkmate! - Garry Kasparov (Hardback)

98 pages, Hardback

Chess for Children - Chandler / Milligan (Hardback)

Chess for Children - Chandler / Milligan (Hardback) 

Chess for Children - Murray Chandler / Helen Milligan (Hardback)

112 pages, Hardback

Gary's Adventure in Chess Country - Igor Sukhin

Gary's Adventure in Chess Country - Igor Sukhin

Featuring an introduction by Susan Polgar

Hardcover, 152 pages

The Chess Player's Bible - Eade

The Chess Player's Bible - Eade 

Master the art of chess, the game of kings. Learn the key techniques and classic moves of the Chess Master, including basic and ...

10 Ways To Succeed in the Opening - Onions & Regis

10 Ways To Succeed in the Opening - Onions & Regis 

Ten Ways To Succeed in the Opening - Onions & Regis

82 pages, paperback. Tips on the opening

10 Ways To Succeed in the Middlegame - Onions & Regis

10 Ways To Succeed in the Middlegame - Onions & Regis

Ten Ways To Succeed in the Middlegame - Onions & Regis

74 pages, paperback. Tips on the Middlegame

10 Ways to Succeed in the Endgame - Onions & Regis

10 Ways to Succeed in the Endgame - Onions & Regis 

Ten Ways To Succeed in the Endgame - Onions & Regis

82 pages, paperback. This book will teach young

Chess Puzzles in One Move - Onions & Regis

Chess Puzzles in One Move - Onions & Regis 

Chess Puzzles in One Move: for young players - Tim Onions and David Regis

Paperback, 62 pages

How to Beat Your Dad at Chess  -  Chandler (Hardback)

How to Beat Your Dad at Chess - Chandler (Hardback)

How to Beat Your Dad at Chess - Murray Chandler (Hardback)

128 pages, hardback

Chess Tactics for Kids  -  Chandler (Hardback)

Chess Tactics for Kids - Chandler (Hardback) 

Chess Tactics for Kids - Murray Chandler (Hardback)

Subtitled: 50 Tricky Tactics to Outwit Your Opponent

Chess for Kids and Parents - Brunthaler

Chess for Kids and Parents - Brunthaler 

It is widely accepted that learning chess has a very positive effect on children.

Winning Chess Strategy for Kids  -  Coakley

Winning Chess Strategy for Kids - Coakley 

by Jeff Coakley. Large format, 240pp. (2000)

This is a fun and comprehensive chess course written for children.

Winning Chess Puzzles for Kids - Jeff Coakley

Winning Chess Puzzles for Kids - Jeff Coakley 

Winning Chess Puzzles For Kids is the perfect introduction to basic chess tactics for children aged 7 to 13.

Let's Play Chess - Pandolfini

Let's Play Chess - Pandolfini 

Let's Play Chess - Bruce Pandolfini (2nd edition, 2009)

136 pages, paperback

Você quer praticar os mais variados tipos de exercícios de xadrez?
Visite e se inscreva no grupos:
 
 

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Para os iniciantes

 

Caros colegas,
 
Prosseguindo com os exercícios destinados aos iniciantes:
 
Movimentação da torre:
 
Nos três diagramas que serão mostrados a seguir, você deverá marcar com um X todas as casas em que a torre poderá ocupar, sem correr o risco de ser capturada:
 
Diagrama 1
 
 
FEN : 8/8/3k4/5R2/8/8/8/8
 
Diagrama 2
 
 
FEN : 8/5p2/1p2p2p/1P2R3/8/4p3/8/8
 
Diagrama 3
 
 
FEN : 8/3p4/2p5/5k2/1PR4p/4P3/2P5/8
 
Noções de xeque, xeque-mate e afogamento:
 
No diagrama abaixo, diga se a posição mostrada representa um xeque, um xeque-mate ou um afogamento:
 
 
FEN : 6k1/5pQp/8/8/3B4/8/8/8
 
Noções de tática:
 
No diagrama a seguir, as brancas jogam e dão mate em um lance.
Mostre como elas fazem isso.
 
 
 
FEN : r1bqkb1r/pp1npppp/2p2n2/8/3PN3/8/PPP1QPPP/R1B1KBNR
 
Solução: [ Nd6 ]
 
 
Voltaremos no próximo email!
Até lá!
 
Abraço,
 
Marcos Natal

terça-feira, 12 de outubro de 2010

APELIDOS


Alguns apelidos dos grandes mestres do xadrez:

Rudolf Spielmann

El último romántico

Frank James Marshall El matador
Victor Korchnoi Víctor el Terrible
Garry Kasparov El ogro de Bakú
José Raúl Capablanca La máquina del ajedrez
Carlos Torre Repetto El águila caída
Richard Réti El artista posicional
Paul Keres El eterno aspirante
Siegbert Tarrasch Hércules de los torneos
Anand Viswanathan El tigre de Madrás
Edward Lasker El estratega
Richard Teichmann Ricardo V
Carl Schlechter El rey de las tablas
Mikhail Tahl El mago de Riga
Alexander Petrov El Phillidor del Norte
Joseph Henry Blackburne La viuda negra


quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Definições importantes

Caros colegas,
 
Frequentemente encontramos nos livros de xadrez alguns termos que não são ainda conhecidos, principalmente quando começamos nossos estudos sem a ajuda de um monitor ou professor de xadrez.
Por exemplo:
 
O que é o pequeno centro e o grande centro?
Vocês sabem o que significa ala da Dama e ala do Rei?
E lado das brancas e lado das pretas?
 
Respostas:
 
O grande centro é formado pelas casas que se encontram no centro do tabuleiro, isto é, o quadrado que tem, como limites, as casas c3-c6-f6-f3-c3 (em amarelo no primeiro diagrama).
O pequeno centro, mais conhecido simplesmente como "centro" na literatura enxadrística, é o quadrado formado pelas casas d4-d5-e4-e5 (marcado com X no primeiro diagrama).
 
Ala da Dama é o lado do tabuleiro que compreende as colunas a,b,c,d, ou seja, se dividirmos o tabuleiro ao meio no sentido vertical, a ala da Dama ficará à nossa esquerda (em amarelo no segundo diagrama).
Já a ala do Rei é a metade direita do tabuleiro, ou seja, é formada pelas colunas e,f,g,h (em azul no segundo diagrama).
 
O lado das brancas está representado em vermelho no terceiro diagrama e corresponde às linhas 1,2,3,4 ou seja, a parte de baixo do tabuleiro se o dividirmos no sentido horizontal.
Consequentemente, o lado das pretas é o marcado em verde no terceiro diagrama, formado pelas linhas 5,6,7,8 no lado de cima do tabuleiro.


Ataques ao roque - parte 1

O roque, e geralmente o roque pequeno, é um lance que se pratica em quase todas as partidas.
Dá ele segurança ao Rei, além de jogo à Torre.
Uma vez rocado, com a barreira de Peões intacta (f2-g2-h2 ou f7-g7-h7), tendo a Torre por companheira e possuindo um Cavalo em f3 ou f6, gozará o Rei, por muito tempo, de apreciável tranquilidade.
A movimentação irrefletida de uma dessas peças, verdadeiros baluartes da defesa do Rei, pode encorajar o adversário a um ataque direto sobre o Rei, terminando a partida em mate.
Ainda: a estrutura defensiva do roque pode ser abalada pela ação do inimigo, como primeira fase de um ataque ao Rei.
Eis um roque perfeito:
 
 
FEN : 5rk1/5ppp/5n2/8/8/8/8/8
Os Peões em suas casas originais, a Torre ao lado do Rei, protegendo o Peão f7 e o Cavalo em f6, protegendo o Peão h7.
O Rei está defendido contra uma invasão imediata das peças adversárias.
Qualquer alteração nesse arcabouço defensivo pode enfraquecer o roque e permitir ataques diretos do adversário atento.
Vejamos alguns tipos de roques débeis:
 
 
FEN : 5rk1/5pp1/5n2/8/8/8/8/8
Falta o Peão h7.
 
 
 
FEN : 5rk1/5p1p/5n2/8/8/8/8/8
Falta o Peão g7.
 
 
 
FEN : 5rk1/6pp/5n2/8/8/8/8/8
Falta o Peão f7.
 
 
 
FEN : 5rk1/5ppp/8/8/8/8/8/8
Falta o Cavalo.
 
 
 
FEN : 6k1/5ppp/5n2/8/8/8/8/8
Falta a Torre.
 
 
 
FEN : 5rk1/5p1p/5np1/8/8/8/8/8
Avanço do Peão g.
 
 
 
FEN : 5rk1/5pp1/5n1p/8/8/8/8/8
Avanço do Peão h.

O restante desta postagem poderá ser vista aquí.

Ataques ao roque - parte 2



Em todos os casos de debilidade do roque mostrados anteriormente, o adversário poderá utilizar um ataque frontal ao Rei, com esquemas variáveis para cada um dos casos.
Esses roques débeis devem ser evitados, o máximo possível, pelos que se iniciam no xadrez.
Contudo, durante uma partida, não é fácil manter cinco de nossas peças inertes no tabuleiro.
A Torre, por exemplo, frequentemente é chamada a agir na coluna e, o Cavalo de f3 ou f6 desloca-se com facilidade e os avanços dos Peões f2 (ou f7) e h2 (ou h7) é usual em algumas aberturas.
A debilidade do roque deixa de existir, desde que o adversário não disponha de peças para aproveitá-la ou quando este aproveitamento torna-se impossível.
Porém, é sempre útil manter a estrutura do roque quando não se tem nenhum plano em vista, ou quando o adversário toma a iniciativa do ataque através da ala do Rei.
Vejamos os ataques contra o roque.
Eles são classificados da seguinte maneira:
 
1. Ataques na coluna h aberta (falta o Peão h);
2. Ataques na coluna g aberta (falta o Peão g);
3. Ataques na diagonal aberta (falta o Peão f);
4. Ataques ao Peão h2 ou h7 (falta o Cavalo em f3 ou f6);
5. Ataques ao Peão f2 ou f7 (falta a Torre em f1 ou f8);
6. Ataques devidos ao avanço do Peão g;
7. Ataques devidos ao avanço do Peão h.
 
Com frequência essas debilidades se juntam, tornando-se o roque um alvo mais fácil de ser atacado.
 

Ataques ao roque - parte 3


Ataques na coluna h aberta (falta o Peão h7).
 
Nos ataques contra o roque, estando a coluna h aberta, por faltar o Peão h7, ou quando existe uma manobra imediata para abrir essa coluna, adquirem importância, como peças de ataque, a Dama e as Torres, que se movimentam fácilmente pela coluna.
Vejamos alguns exemplos:
 
 
 
FEN : 4rr1k/2q3p1/5pP1/8/6R1/5R2/4Q1K1/8 w
Jogam as brancas e ganham.
 
Nesta posição, a coluna h aberta não é a única fraqueza do roque preto.
Falta o Cavalo de f6 também.
Mas este exemplo mostra muito bem como explorar a debilidade principal do roque, isto é, a falta do Peão h7.
Movimentos:
 
1.Rh4+,Kg1 ; 2.Rh8+,Kxh8 ; 3.Rh3+,Kg1 ; 4.Rh8+.Kxh8 ; 5.Qh5+,Kg1 ; 6.Qh7++
 
É importante, nestes casos, ter a casa de escape f7 das pretas vigiada por uma peça.
Esse é o papel do Peão branco, além de apoiar a Dama no mate.
 
Outro exemplo:
 
 
 
FEN : 5k1r/8/1p6/p3b2r/8/P1P3N1/1P3PP1/4RRK1 b
Jogam as pretas e ganham.
 
Movimentos:
 
1._____,Rh1+ ; 2.Nxh1,Bh7++
 
 
Mais um exemplo:
 
 
 
FEN : 5k2/p4p2/1p2p1p1/2p1b3/1P4n1/P7/1qP2RPP/4QB1K b
Jogam as pretas e ganham.
 
Movimentos:
 
1._____,Bg3 ; 2.hxg3,Qh8+ ; 3.Kg1,Qh2++
 

Ataques ao roque - parte 4

Vamos ver outro exemplo de ataque e pregadura vitoriosa, por estar débil o roque das pretas:
 
 
 
FEN : 1q3rk1/5pp1/1p1Q4/p7/1r1BK2R/8/8/8 w
Jogam as brancas.
 
1.Rh8+,Kxh8 ; 2.Qh6+,Kg8 ; 3.Qxg7++
 
Mais um exemplo:
 
 
 
FEN : 1r1rb2k/b5pp/3q1p2/3P1P1Q/1pB1P2N/pP2R3/P4K1R/8 w
Jogam as brancas.
 
1.Qxh7+,Kxh7 ; 2.Ng6+,Kg8 ; 3.Rh8+,Kf7 ; 4.Rf8+,Qxf8 ; 5.d6++
 
Outro exemplo:
 
 
 
FEN : 8/p5k1/1p5r/2p5/5q1b/P1PR1P2/1P4P1/3Q1RK1 b
Jogam as pretas.
 
1._____,Qh2+ ; 2.Kxh2,Bf2++
 
Mais um exemplo:
 
 
 
FEN : r1bqr1k1/p5p1/2p1pp2/b1B4Q/p2P4/7R/PPP2PPP/5RK1 w
Brancas jogam.
 
Não adianta o lance 1.Qh8+ para as brancas porque o Rei preto fugirá através da casa f7.
Então.....
 
1.Qg6,Ba6 ; 2.Rh7,Qc7 ; 3.Qh5,Bxf1 ; 4.Rh8++
 
Essa manobra de colocar a Dama por trás da Torre, permitindo o ataque via h8 e a vigilância da casa f7, é muita instrutiva.

 

Ataques ao roque - parte 5

Ataques na coluna g aberta (falta o Peão g7):
 
Diante de um roque em que a coluna g se encontra aberta, por falta do Peão g7, ou suscetível de ser aberta por um sacrifício de peça, adquirem importância, novamente, a Dama e as Torres.
As Torres, nessas posições, atuam com força máxima, principalmente se dobradas no sentido vertical.
Vejamos alguns exemplos:
 
 
 
FEN : 2q2rk1/p2r1ppp/1p2n3/8/6Q1/2B5/P6P/R5RK w
Jogam as brancas.
 
A coluna g será aberta mediante um sacrifício:
 
1.Qxg7+,Nxg7 ; 2.Rxg7+,Kh8 ; 3.Rg8+,Kxg8 ; 4.Rg1++
 
Outro exemplo:
 
 
 
FEN : 4r2k/1p4p1/2p5/7q/2p1P2n/N7/2PP1PPP/1Q3RK1 b
Jogam as pretas.
 
Novamente a coluna g será aberta mediante um sacrifício:
 
1._____,Nxg2 ; 2.Kxg2,Qg4+ ; 3.Kh1,Qf3+ ; 4.Kg1,Re6 ; 5.Qd1,Rg6++
 
Mais um exemplo:
 
 
 
FEN : 5r1k/p4pp1/1pp5/3b1q2/7p/2P5/1Q1PNPPP/5R1K b
Jogam as pretas.
 
1._____,Bxg2+ ; 2.Kxg2,Qg4+ ; 3.Ng3,h3+ ; 4.Kg1,Qf3 ; 5.Qc2,Qg2++
 

Detalhes importantes para um plano tático

Caros colegas,
 
Algumas dicas que podem lhe ser úteis na montagem de um plano tático em suas partidas:
 
1. Procure peças de seu adversário que estejam sem proteção (penduradas);
2. Procure peças de seu adversário que possam ser atacadas por peças suas de menor valor (uma Torre dele que pode ser atacada por um Peão seu, por exemplo);
3. Procure peças de seu adversário que possam ser vitimas dos "ataques descobertos" (pratique a visão de raio X, olhando sempre para as peças do adversário que ficarão expostas após um lance seu);
4. Estude a última linha de seu adversário e veja se pode ser montado um "ataque pela retaguarda" nela (o Rei atrás da linha de Peões e sem casas de fuga é um exemplo);
5. Estude se há peças de seu adversário que possam ser "pregadas" (da forma relativa ou absoluta, as duas são interessantes);
6. Como no item anterior, estude as linhas, as colunas e as diagonais e veja se há possibilidades de montagem de um "espeto" no seu adversário;
7. Estude bem o posicionamento das peças de seu adversário e o posicionamento de seus Cavalos e veja se há casas disponíveis para um "garfo de cavalo" (os outros garfos também são ótimos, mas o de Cavalo tem um efeito psicológico devastador em seu adversário);
8. Veja o posicionamento das peças de seu adversário e observe se há "peças sobrecarregadas" e que possam ser desviadas de uma de suas funções (depois ataque essa função que ficou desprotegida);
9. Observe se há peças importantes na defesa de seu adversário que possam ser "trocadas" por uma de suas peças sem papel importante em seu plano (essa "limpeza" de peças inimigas deve ser bem planejada para que você não fique inferior logo depois);
10. Observe o desenvolvimento das peças de seu adversário e veja se ficaram algumas "para trás" e planeje usufruir, de alguma forma, desse "atraso" (Bispos atrapalhando a ação das Torres na última linha, por exemplo, costuma ser fatal);
11. Veja a possibilidade de "passar" algum, ou alguns, de seus Peões em colunas cuja última casa seja de cor diferente da do Bispo de seu adversário (e mantenha, de qualquer jeito, o seu Bispo de mesma cor desta última casa);
12. Se o adversário "passar" um Peão, estude a possibilidade de bloquea-lo com um Cavalo (desde que não seja atacado por outro Peão inimigo);
13. Veja se o adversário não efetuou o roque (Rei no centro é sempre um alvo em potencial e merece um bom plano de ataque;
14. Procure abrir colunas para suas Torres e diagonais para seus Bispos (de preferência aquelas que terminem em cima do roque inimigo);
15. Evite posições onde você vai ficar com Bispos maus ou peças com pouca mobilidade (elas poderão fazer falta em uma emergência);
16. Não ataque o inimigo utilizando o centro e as duas alas tudo ao mesmo tempo (eleja aquela região onde estiver com suas peças com maior mobilidade e coordenação entre elas).
 
Você poderia colaborar com esta lista?
Cite detalhes que me passaram desapercebidos!
Vamos aprimorar os itens e depois construir um checlist?
 

Para os iniciantes

 

Caros colegas,
 
Continuando com a série de exercícios destinados aos iniciantes na arte do xadrez.
 
Movimentação das torres:
 
 
 
FEN : 8/8/8/8/4R3/8/8/8
 
No diagrama acima, faça um X em todas as casas para onde a torre poderá se deslocar.
 
 
 
FEN : 8/8/8/1P2R3/8/4P3/8/8
 
Da mesma forma que no exercício anterior, no diagrama acima, faça um X em todas as casas para onde a torre poderá se deslocar.
 
 
 
 
FEN : 8/1p6/8/1R3p2/8/1P6/8/8
 
Aquí também você deverá fazer um X em todas as casas para onde a torre poderá se deslocar.
 
 
Noções de xeque, xeque-mate e afogamento:
 
No diagrama que mostramos abaixo, diga se a posição indica uma situação de xeque, de xeque-mate ou de afogamento:
 
 
 
FEN : rnbqkb1r/pppp1p1p/6p1/4Q3/5p2/2NB1N2/PPPP2PP/R1B1K2R
 
Noçoes de tática:
 
 
 
FEN : 7k/1pp4p/3p2q1/p1nPp3/2P1Pr2/8/PPB5/1K4RQ
 
Na posição mostrada acima, as pretas possuem uma sequência de lances ganhadora.
Qual é esta sequência de lances?
 
Solução: [ 1.Rh4, Qg2 ; 2.Qxg2,Rxg2 ; 3.Rh1+,Bd1 ; 4.Rxd1+ brancas abandonam ]
 
 
Voltaremos em outro email!
Bons estudos!
Abraços,
 
Marcos Natal