quarta-feira, 30 de junho de 2010

Inclusão do Xadrez no currículo do 1.º ciclo/ferramenta de ensino

Caros colegas,
 
 
The New York City Schools Chess Program Report
CIERS
Chess - A learning Tool
Benefícios do Xadrez na Educação
 
http://www.parents.com/big-kids/learning/intellectual-growth/the-brainy-benefits-of-chess/
http://www.ctchess.com/index.php?sect=why
 
 
 
 
 
Inclusão do Xadrez no currículo do 1.º ciclo/ferramenta de ensino
Inclusão do Xadrez no currículo do 1.º ciclo/ferramenta de ensino Texto da Proposta

Inclusão do xadrez como ferramenta social positiva e no desenvolvimento de capacidades cognitiva e criativa, aptidões numéricas e verbais, assim como da memória, seja no âmbito da disciplina de matemática quer como unidade curricular ocupacional ou optativa.
Fundamentação

O xadrez é um clássico jogo de estratégia, inventado há mais de 1500 anos atrás da Índia. Diz a lenda que o governante da Índia, pediu aos seus sábios para planear um metodo de ensino de forma que os filhos da família real se tornassem pensadores e generais exímios no campo de batalha. O xadrez surgiu como solução. Ao longo dos séculos, desde a sua invenção, o xadrez extendeu-se a todos os países do mundo. Apesar de inúmeros outros jogos se extinguiram, o xadrez persistiu. Nos Estados Unidos, tem recebido apoios por muitos educadores, que vão desde  Benjamin Franklin ao ex-secretário de Educação Norte-Americano, Terrell Bell. 

Porque ensinar xadrez?

O xadrez desenvolve as capacidades das crianças. Isso acontece porque estimula:

a CONCENTRAÇÃO - as crianças aprendem os benefícios de observar cuidadosamente  e de se concentrarem. Se não observam o que se passa, não conseguem responder, não importa o quão capacitadas são.

a VISUALIZAÇÃO - as crianças são estimuladas a imaginar uma sequência de acções antes de ocorrerem. Ensinando-lhes a habilidade, através do treino, de imaginarem os movimentos, primeiro um, depois vários, antes destes ocorrerem no tabuleiro.

o "PENSAR À FRENTE" - as crianças são ensinadas a pensar primeiro e a agir depois. Ensinando-lhes a responderem para si mesmas "o que pode acontecer e como posso reagir a isto?". Ao longo do tempo taduz-se no desenvolvimento da paciência e do pensamento lógico.

a ANALISAR VÁRIAS OPÇÕES - as crianças aprendem que não tem que concretizar a primeira ideia que lhes surge, aprendendo a identificar alternativas e a considerar os prós e contras de várias acções.

a ANÁLISAR CONCRETAMENTE - as crianças aprendem a avaliar os resultados de uma acção específica e as suas sequências. "Esta sequência faz-me ganhar ou perder?" As decisões tornam-se melhores à medida que são definidas pela lógica em vez do impulso.

o PENSAMENTO ABSTRACTO - as crianças aprendem a desligar-se dos detalhes e ver o jogo como um todo. Aprendem padrões usados num contexto e a aplicá-los a diferentes, mas relacionadas, situações.

a PLANEAR - as crianças aprendem a desenvolver objectivos de longo prazo e a realizar passos nesse sentido. Aprendem a necessidade de reavaliar os seus planos quando novos desenvolvimentos mudam o contexto.

a CONSIDERAR MÚLTIPLAS OPÇÕES SIMULTANEAMENTE - as crianças são encorajadas a não se fixarem apenas numa ideia, mas a encontrar e explorar várias opções.

Nenhuma destas aptidões é exclusiva do xadrez, mas fazem parte deste. O xadrez como ferramenta de ensino estimula o cérebro das crianças e ajuda-as a construir a desenvolver capacidades enquanto retiram proveito do jogo, do entretenimento. Como resultado as crianças obtem capacidades de raciocínio, de solução de problemas e de tomadas de decisão independentes maiores e melhores.

Estas conclusões estão fundamentadas por investigação educacional. Estudos efectuados em várias localidades nos EUA e Canadá, demontram que a implementação do xadrez no percurso escolar aumentou os resultados em testes standard para a leitura e matemática. Um estudo de um programa de xadrez em larga escala, na cidade de Nova Iorque, e que envolveu mais de 100 escolas e 3000 alunos, revelou uma melhoria significativa nas notas obtidas a Matemática nos alunos envolvidos na aprendizagem do xadrez...

Nas escolas, o xadrez serve como ponte, aproximando crianças de diferentes idades, raças e sexo numa actividade que podem desfrutar. O xadrez ajuda a construir amizades e no estabelecimento de um espírto de união, de equipa quando competem com outras escolas. O xadrez ensina uma postura de boa prática desportiva, a ganhar humildemente e a não desistir quando se perde. Para as crianças, há muitos exemplos em que o xadrez leva a um aumento da motivação, melhoria do comportamento e aumento da auto-estima.

O xadrez é uma ferramenta social positiva, uma actividade de lazer saudável que pode ser facilmente aprendida e desfrutada em qualquer idade.

São exemplo de países que emplementaram o xadrez nas escola: EUA, Rússia, Canadá, China, Espanha, Perú, Brasil, França, Alemanha, Índia e muitos outros (in http://www.fide.com/component/content/article/15-chess-news/3917-chess-in-school-in-moldova-was-given-green-light-)

--

Paulo Afonso 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário