quinta-feira, 13 de maio de 2010

Colunas abertas

Na abertura, a ação máxima da Torre se faz por uma coluna central aberta e, para isso, é mister remover o próprio Peão que está nessa coluna.
Nas partidas com 1.e4,e5 o método para conseguir a coluna aberta (coluna d ou f), é jogar, em momento oportuno, d4 ou f4 e, da troca de um desses Peões com o Peão e do adversário, resultam as colunas abertas d ou f, conforme o caso.
Nas aberturas com 1,d4,d5 do mesmo modo, para se  conseguir as colunas abertas (e ou c), é preciso jogar e4 ou c4 e, da troca de um desses Peões com o Peão d do adversário, resultam as colunas abertas e ou c, conforme seja o Peão trocado.
E é por essas colunas abertas (c,d,e ou f), que as Torres exercem sua ação nas aberturas e no meio jogo.
Casas ideais para as peças
Diretamente ligada ao desenvolvimento, está a questão de  saber-se quais as casas ideais para as peças na abertura.
Sabemos que, além de atender ao desenvolvimento, as peças devem cooperar para o domínio das casas centrais.
Isso posto, podemos concluir, sem maiores dificuldades, que para os Cavalos as casas ideais são c3 e f3, de onde têm ampliado seu raio de ação, com efetivo controle das casas centrais.
Um lance inicial de Cavalo em a3 ou h3 evidentemente é mau e apenas se admite, quando forçado, a fim de evitar uma perigosa ameaça.
Com efeito, a posição de um Cavalo em a3 ou h3, além de não operar nas casas centrais, tem restrita sua mobilidade.
As casas d2 ou e2 são melhores do que as a3 e h3, mas menos desejáveis que c3 e f3, porque nessas casas é pequena sua ação central e o Cavalo necessita de um outro lance preparatório (e2-f4 ou d2-c4) para agir no campo inimigo.
Quanto às Torres e à Dama, devem, de uma maneira geral, permanecer na primeira ou segunda linha, onde estão a salvo de ataques da parte de peças menores (Cavalos e Bispos) ou da parte de Peões.
As Torres aspiram invadir a primeira e a segunda linhas contrárias (sétima e oitava linhas); também serão idealmente colocadas, quando forem dobradas em uma coluna aberta.
Casas ideais específicas para as Torres, para as Damas e mesmo para os Bispos, não é, contudo, possível apontá-las sem levar em consideração os vários tipos de formações de Peões que são características das diferentes aberturas.
São justamente essas  formações de Peões que ditam quais diagonais e quais as colunas que serão abertas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário